Como nasceu o Dia do Consumidor e de que forma aproveitar a data para vender mais no E-commerce?

Dia 15 de março é comemorado o Dia Internacional do Consumidor, uma data criada em 1962 depois do impacto de um discurso presidencial nos Estados Unidos. 60 anos depois, os consumidores continuam sendo protagonistas nos mais diversos modelos de compra e venda: B2B, B2C, Marketplaces, Clube de Assinaturas, entre outros.

Com a economia ainda se recuperando dos tempos severos provocados pela pandemia, aproveitar a data para aumentar as vendas vai além de uma temporada de compras com promoções sensacionais – estratégia que funciona, mas não fideliza o consumidor.

No artigo de hoje, vamos fazer uma viagem rápida para 1962 a fim de entender como nasceu o Dia do Consumidor e, claro, de que forma aproveitar a data para vender mais.

Como se deu o Dia do Consumidor e como aproveitar a data para vender mais?

John Kennedy, em 15 de março de 1962, fez um discurso potente sobre os direitos dos consumidores. A mensagem foi tão impactante que originou o Dia Internacional dos Direitos do Consumidor.

No discurso, o então presidente dos Estados Unidos provocou uma série de debates pelo mundo acerca do direito de escolher, ser informado, ter segurança e ser ouvido, recursos que o mesmo considera indispensável na relação entre cliente e fornecedor, independente do tipo de produto a ser comercializado.

Em 1985, a Organização das Nações Unidas (ONU) relembrou o discurso de Kennedy ao aprovar diretrizes para construir novas leis em benefício das relações de consumo. Poucos anos depois, no Brasil, a data foi acompanhada pela instituição do Código de Defesa do Consumidor, Lei nº 8.078, de 11 de março de 1991.

Beneficiando parcerias duradouras e outras estratégias

Focar em ser um parceiro do consumidor é uma das melhores estratégias, até mais que o super desconto. Muito se mira em novos clientes e pouco se trabalha em reativar consumidores antigos, aumentando a base e gerando força e recursos para fidelização.

Embora tenhamos falado que o perfil do cliente B2B se assemelha ao do B2C, as motivações estratégicas caminham em lados opostos, afinal, a venda para o consumidor final tem um facilitador envolvido: a paixão.

O cliente B2B é um CNPJ e, evidentemente, deve alinhar suas compras com as necessidades desse modelo. Como a negociação nesse meio é acirrada e há muito mais conhecimento técnico como poder de decisão de compra, as estratégias precisam envolver outros padrões. Porém, é fundamental entender que todas as vendas, B2B ou B2C, são feitas entre pessoas.

Mercado de vendas para além dos descontos fantásticos

No cenário do mercado B2B, uma de nossas especialidades, é muito mais interessante aproveitar a data para se tornar competitivo, provendo facilidade e experiência, seja para realizar compras complexas e de grandes volumes ou para formalizar sua compra física, para uso pessoal.

Isso porque o perfil do consumidor B2B se assemelha com o B2C, embora a operação do primeiro seja muito mais complexa. Isso explica também porque, embora pareça mais simples aplicar grandes descontos como benefício agregado na venda para consumidor final, o comércio entre empresas comporta muito bem essas estratégias.

É possível, por exemplo, estabelecer critérios diferentes de descontos e benefícios para clientes recorrentes. Outra ação interessante é beneficiar os clientes que estão inativos, além de recursos como frete grátis.

Já no B2C, por exemplo, as ações mais interessantes giram em torno do fortalecimento de canais de atendimento, oferecer descontos e promoções, deixar o prazo de entrega dos produtos bem claro. Também é possível montar vitrines específicas usando o Seletor de Mix de Produtos e replicar estas ações através das Redes Sociais, Ads e Posts Patrocinados.

Quando falamos em Hub de Marketplaces, você pode utilizar estratégias semelhantes ao B2C, oferecendo descontos e frete grátis, focando na diferenciação entre os sellers para ter uma vantagem nas vendas dentro dos principais players do mercado.

Também pode aproveitar a data para se aproximar ainda mais seus clientes através de Clube de Assinaturas, divulgando programas de fidelidade, aumentando o faturamento e garantindo uma receita recorrente para a sua empresa.

Mas, o que isso significa na prática?

Bom, primeiro que as melhores negociações são aquelas que resolvem os problemas de consumo, independente do modelo de venda. O Dia do Consumidor também pode ser aproveitado para fechar aquela negociação perdida. Esse trabalho de identificar suas negociações que ficaram para trás e explorar o desejo dos seus possíveis clientes com uma oferta interessante é uma ótima pedida.

Seja um parceiro F1 Commerce e potencialize suas estratégias

No entanto, vale ressaltar que as estratégias citadas ao longo deste artigo só funcionarão se o seu parceiro tecnológico estiver alinhado com suas necessidades. O que isso quer dizer? Você precisa de uma ferramenta de e-commerce capaz de prover relatórios e gerenciar todas as transações, além do acompanhamento dos resultados através de um dashboard completo e intuitivo.

É o que o nosso sistema faz por meio de ferramentas robustas, dezenas de módulos nativos e integração via API para projetos B2B, B2C e Marketplaces.

Quer saber mais como podemos ajudar sua empresa nesse processo? Atuamos há mais de 15 anos no mercado de e-commerce, auxiliando empresas na digitalização de seus negócios.

Saiba mais em https://www.f1commerce.com

Leia também

Conheça o Programa de Parcerias da F1 Commerce

O programa de parcerias da F1 Commerce está aceitando novas agências e consultores para atuação em conjunto. O objetivo é ampliar mercado, aumentar a eficiência e potencializar os negócios. Vale dizer que uma parceria significativa é a base para o sucesso. Muito mais do que conquistar novos clientes, esse modelo aumenta o valor do negócio. […]